Pesquisar este blog

quinta-feira, 25 de março de 2010

Extrema ingenuidade

Eliane F.C.Lima (Registrado no Escritório de Direitos Autorais)

Comunidade muito pobre, nenhum aluno tinha dinheiro para comprar livro para leitura. Estratégia da professora: dividia a turma em grupos e emprestava um livro seu para cada grupo. Depois, propunha uma atividade.
Segunda-feira, caminhando em direção à escola, lá vem os três afobados. Queriam saber do resultado do trabalho entregue. Paciente, a professora diz que tinha sido muito ruim, um texto sem pé nem cabeça. Eles não tinham lido o livro. Protesto dos meninos: "Lemos, sim, lemos, sim."
Boca aberta, a professora ouve a argumentação dos garotos, muito convictos:
- Eu li da primeira página até a página cinquenta; o Rodrigo da página cinquenta até a oitenta; o Alexandre dali até o final!

Um comentário:

Guidinha Pinto disse...

Boa noite Eliane.
Que bonito texto. Nos dias de hoje, parece quase inacreditável haverem crianças assim, inocentes. Adorei.
Tenha um bom fim de semana.
Aquele abraço.